Preconceito a tatuagens existe: Cuidado

O vocalista da banda Good Charlote Joel Madden , viveu uma situação bastante constrangedora ao tentar embarcar em um avião da companhia aérea 'British Airways', neste ultimo domingo dia 26 em Londres.

Um funcionário da empresa,, movido pelo preconceito e talvez assustado com a quantidade de tatuagens do vocalista, pediu que ele cobrisse suas tatuagens antes de embarcar no avião.

Um porta-voz da 'British Airways', disse que o funcionário está sendo repreendido e que lamenta o incidente:

- "Nós não entendemos o motivo do funcionário ter criado regras que não existem"

Joel Madden vítima de preconceito de funcionário de empresa áerea, por ter suas tatuagens expostas.


Sim, o preconceito com tatuagens e pircings existe , mesmo tendo a cada dia crescido mais as suas utilizações entre pessoas de "elite" e poder aquisitivo elevado. Por isso, é sempre bom que ao se tatuar em regiões onde a tatuagem fica demasiadamente exposta, a pessoa esteja ciente que pode enfrentar certas resistências de outras pessoas.

Se você não está seguro ou se pretende procurar emprego, a dica é buscar se tatuar em locais discretos como costas , braços e pernas para os homens e nas costas, nuca(bem atras), cintura, virilha e etc, para as mulheres

A procuradora e coordenadora do Núcleo de Defesa dos Direitos da Personalidade do Ministério Público do Trabalho do Rio, Lisyane Motta, garante que ninguém pode ser discriminado por usar tatuagem ou piercing.

Mas até aí morreu Neves. O problema maior fica por conta da busca de emprego, já que o empregador pode disfarçar e alegar mil outros motivos, que não a tatuagem, para não contratar alguém e em muitos casos nem alegar nada, apenas diz que vai analisar outros candidatos e que qualquer coisa telefona.

Contra esse preconceito velado, não adianta lutar. Agora, contra o preconceito gritante e que te coloca em situação constrangedora, como no caso do Joel, coloque a boca no trambone, preste queixas e exija indenizações , se for o caso.

2 comentários

Apesar de ser super desencanada, eu sempre uso do bom senso.
Como minhas tatuagens são visíveis... dependendo do lugar que vou, procuro usar uma roupa que não as deixe tão expostas.
Até para me preservar dos olhares fulminantes.
Fui madrinha de casamento (de civil)... optei por um vestido discreto e longo... já que, além das tatuagens nos ombros, peito e costas, tenho tatuagnes nas duas pernas.

Quanto ao fator "emprego", só fiz minhas tattos, quando já estava em processo de aposentadoria... ainda mais trabalhando em hospital, a perseguição seria óbvia.

Infelizmente, ainda somos minoria... e, pra variar, a sociedade hipócrita insiste nos pré-julgamentos.

Beijokinhas, sumido.
*

Reply

....para diminuir o preconceito, seja qual for, é necessário enfrentar o mesmo, sem esconder o que causa "repulsa" da grande parte da sociedade...tem que mostrar as tattoos para acostumar os olhos maldosos de certos indivíduos ignorantes.
Vejam que o preconceito contra a tatuagem não só é antigo aqui no Brasil mas principalmente é demasiadamente pesado para tatuados e mais ainda para tatuadores.Como prova disso que digo ja passei por situações peculiares....uma delas foi realemnte absurda, quando um indivíduo afro-descendente estava revoltado com o preconceito que estava sofrendo no emprego. Então abracei a idéia dele e comentei sobre o enrme preconceito que eu como tatuador e tatuado sofria também. Para meu espanto, ao invés de uma união entre as vítimas de preconceito acabei escutando:"No meu caso nasci assim mas no seu foi você quem escolheu....não pode nem reclamar"!......Confesso que ainda não tinha percebido o quanto esta incutido no inconsciente coletivo brasileiro o esmagador preconceito contra a tatuagem.....é, sem dúvida alguma algo sem limites e os que o defendem apresentam argumentos completamente sem fundamento.
Esse preconceito ao extremo bate de frente com o profissional de tatugem quando sofre alguma fiscalização em seu estudio....ja ouvi tatuador contar que o fiscal disse o seguinte: "Vou ter que te dar uma multa"....e o tatuador perguntou:"Mas qual o problema, o que esta errado?"....resposta: "Não interessa porque nem de tatugem eu gosto"......Um abuso de autoridade calcado em absurdo preconceito...No mínimo, pela lei devemos ser informados o porque da multa e qual prazo para regularização do problema....mas infelizmente estamos no Brasil.

Reply

Postar um comentário

Seu comentário é bem-vindo e esperado.
Lembre-se que comentários anônimos poderão ser moderados

Sports